Image result for erasmus +

 

 

Por Miglė Neverdauskaitė, voluntária europeia da FAJDP

Escrever um projeto Erasmus + não é um “bicho de sete cabeças” e durante todo o processo que ele implica é isto que deves pensar, acredita.
O programa tornou-se bastante popular entre as organizações juvenis, mas o orçamento disponível é, claramente, limitado. É por isso que se pode tornar complicado ver o projeto que fizemos ser aprovado em apenas 3 tempos, como tanto desejamos, e é também por isso que é tão necessário mostrar que nos preocupamos em dar-lhe uma elevada qualidade.

Antes da aprovação do nosso projeto Erasmus + precisamos de conseguir a concretização das nossas ideias, e existem alguns tópicos que te poderão ajudar:
1. Conhecer a organização – da cabeça aos pés. Isto significa que deves conhecer as características que a personalizam e evidenciar os pontos únicos que a tornam na tua escolha.
2. Estabelecer prazos pode dar cabo da nossa paciência, mas dizem que o que nos tira o sono num dia pode dar-nos vida noutro! Então, é importante que faças tudo com antecedência e que cumpras os diferentes prazos que pensaste para cada ponto-chave do teu projeto.
3. Mantém claro o objetivo central do teu projeto e assegura-te de que todos os membros da equipa estão envolvidos nele e que de facto o compreendem. Este conselho não é só importante para uma boa construção do projeto, mas é principalmente fulcral para obter o final esperado – o sucesso.
4. Se precisares, não penses duas vezes, pede ajuda! Normalmente surgem imensas questões ligadas ao orçamento e é sempre melhor pedir ajuda e agir com precisão do que ficar perdido e pôr em causa todo o trabalho.
5. Lê cuidadosamente os critérios de aplicação do projeto antes de começares a escrevê-lo e depois disso adapta o mais possível a tua ideia.
6. Insere no projeto as prioridades da União Europeia e explica o porquê de o teu projeto ser útil, não só para os participantes como para a União Europeia.
7. A ortografia, a ortografia! Digo duas vezes porque na verdade pode tornar-se a maior dor de cabeça se não lhe dermos atenção, é importante rever tudo o que escrevemos antes de entregarmos o projeto.
8. Os objetivos que delineaste devem ser o mais real e tangível possível.
9. Não deixes espaço para dúvidas, explica e esclarece todos os pontos.
10. Tira uma lição. Há sempre possibilidade de os projetos não correrem bem, principalmente quando se trata da primeira vez que o estás a fazer. Os erros acontecem e são normais, só temos de aprender a tirar o melhor partido deles, podes sempre tentar de novo.

Podia escrever mais uns quantos pontos que poderiam ajudar na construção de um bom projeto Erasmus +, mas a questão será sempre a mesma, nunca vai ficar perfeito.

Sendo assim, só tens um caminho, senta-te e começa a escrever. Boa sorte!

Tradução e revisão: Ana Pinto