A qualificação dos recursos humanos, com particular relevância para a elevação das qualificações da população ativa constitui uma das prioridades do IEFP, por se considerar que a melhoria dos níveis de qualificação se revela de importância estratégica para sustentar um novo modelo de desenvolvimento, baseado na inovação e no conhecimento, que assegure a renovação do modelo competitivo da nossa economia e promova uma cidadania de participação.

Modalidades de Formação – As modalidades de formação existentes na rede de Centros de Formação Profissional do IEFP são as seguintes:

  • Cursos de Aprendizagem: para que tem idade inferior a 25 anos, habilitação igual ou superior ao 9.º ano de escolaridade, sem conclusão do ensino secundário;
  • Cursos de Educação e Formação para Jovens : para jovens, candidatos ao primeiro emprego, ou a novo emprego, com idade igual ou superior a 15 anos e inferior a 23 anos, à data de início do curso, em risco de abandono escolar, ou que já abandonaram a via regular de ensino e detentores de habilitações escolares que variam entre o 6.º ano de escolaridade, ou inferior e o ensino secundário;
  • Cursos de Especialização Tecnológica: cursos pós-secundários não superiores, que conferem uma qualificação de nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ), que visam suprir as necessidades verificadas, no tecido empresarial, ao nível de quadros intermédios, capazes de responder aos desafios colocados por um mercado de trabalho em permanente mudança e acentuado desenvolvimento, constituem-se como uma alternativa válida para a profissionalização de técnicos especializados e competentes. Mais informações sobre estes cursos aqui: www.dges.mctes.pt;
  • Cursos de Educação e Formação de Adultos: para candidatos/as com idade igual ou superior a 18 anos à data de início da formação, sem a qualificação adequada para efeitos de inserção ou progressão no mercado de trabalho ou sem a conclusão do ensino básico ou do ensino secundário;
  • Medida Vida Ativa; para desempregados, jovens ou adultos, subsidiados ou não, registados nos Centros de Emprego do IEFP, I.P., independentemente das habilitações escolares;
  • Programa Português para Todos: Consideram-se destinatários das ações de formação a desenvolver no âmbito deste Programa, os cidadãos imigrantes adultos, com idade igual ou superior a 18 anos, ativos empregados ou desempregados e com situação regularizada em Portugal.

Mais informações e esclarecimentos aqui

Também podes contactar um dos nossos GIPs – Gabinetes de Inserção Profissional!