No mesmo ano em que Portugal entrou para a UE e o an o internacional da Paz foi reconhecido pelas Nações Unidas, algures no Norte de Portugal, um grupo de Associações reuniu-se para discutir os interesses dos jovens e fundou a Federação das Associações Juvenis do Distrito do Porto – um órgão de representação juvenil pioneiro no país.

A FAJDP celebra o seu aniversário, mas quem está de parabéns são todos vocês que, de alguma forma, cruzaram o caminho da Federação e contribuíram para a sua cimentação.

Recuando um pouco no tempo…

Há 30 anos atrás, decorria, na Póvoa do Varzim, o 1º encontro Regional de Associações Juvenis do Porto que, nas suas conclusões, referia a importância do associativismo juvenil de base local no distrito. Perante a cada vez mais apatia e falta de iniciativa dos jovens da época, o associativismo surgia como um movimento de pessoas que lutavam e contrariavam as adversidades, atuando nas mais diversas áreas e dando, voluntariamente, o seu tempo e o seu empenho às causas em que acreditavam. Contudo, o trabalho das Associações Juvenis – sem uma entidade representativa comum e capaz de ser a sua voz junto dos poderes públicos e políticos, enfrentava sérias dificuldades.

Foi desse encontro que a FAJDP ganhou corpo e fundamento como órgão estrutural e representativo do Movimento Associativo Juvenil do Porto que hoje conta com mais de uma centena de associações filiadas atingindo milhares de jovens todos os anos.

Desde a sua fundação a FAJDP viveu momentos marcantes que ficarão para sempre recordados nos memoriais da história associativa do país. Desde o 1ª EMAX, à inauguração da Casa das Associações em 2014, passando pela realização de inúmeros Encontros Regionais e Nacionais de Associações Juvenis, pelas comemorações do Dia Associativismo Jovem, pela iniciativa Porto 2001, projeto Locomotiva e, mais recentemente, pela 1ª edição do Dia Aberto da Casa – todos estes acontecimentos permitiram fortificar o papel da FAJDP na vida Associativa do distrito e do país, transformando-a num pólo catalisador de projetos e boas práticas.

Atualmente, a FAJDP tem a sua sede na Rua Mouzinho da Silveira, em pleno centro histórico do Porto, onde funciona o seu projeto Casa das Associações, e na Rua Antero de Quental, onde funciona um dos seus dois GIP’s.

A Casa das Associações…

Pensada durante quase dez anos e construída ao longo de outros tantos, a Casa das Associações é o pólo agregador das atividades da FAJDP.

O edifício de 3 andares contempla:

  • duas salas de formação;
  • um espaço de coworking onde as Associações e jovens se podem reunir e discutir ideias;
  • o Espaço Associ’arte dedicado a atividades culturais como exposições, concertos ou peças de teatro;
  • o Storyboard Café com um menu variado onde acontecem também vários eventos culturais;
  • o Ninho das Associações que funciona como uma espécie de escritório partilhado onde as Associações podem trabalhar, fazer reuniões e estabelecer parcerias.

No piso 0 encontra-se o ASSOCIAR+ : uma área que converge em si um conceito inovador de disponibilização de apoio e informação aos jovens. Para além de dispor de um espaço de acesso livre à Internet, agrega informação de interesse através de dois formatos: o físico – brochuras, livros, flyers, revistas – e o digital, através dos monitores que passam informação em tempo real do Portal FAJDP.PT

Com o objetivo de habilitar as Associações e potenciar as suas atividades, é também disponibilizado um conjunto de serviços como o centro de recursos; apoio contabilístico, administrativo e jurídico; um plano de formação exclusivo, o Capacita.te – em parceria com a CMP e a FAP- para além do Programa Formar (IPDJ) que promove a formação para dirigentes associativos.

A FAJDP procura estar sempre a par das necessidades das Associações e num processo de auscultação detalhado, está a trabalhar em mais um projeto pioneiro, o monitor de políticas autárquicas de juventude: uma ferramenta que permitirá aos municípios, associações e jovens, terem uma perspetiva do trabalho realizado na área da juventude, através do mapeamento dos equipamentos e serviços disponíveis direcionados para os jovens, e da criação de uma rede de partilhas de boas práticas entre municípios.

Com vista a proporcionar novas oportunidades de intercâmbios e experiências internacionais, a FAJDP é entidade acreditada no envio e acolhimento de voluntários, tendo, ao longo dos últimos anos, enviado vários jovens para diversos países. Em 2016/2017 acolhemos três voluntárias europeias oriundas de Marrocos, Turquia e França. A comunicação multilateral com parceiros de vários países contribui para o aumento da área de intervenção da FAJDP, bem como a sua própria capacitação para melhor responder aos desafios que todos os dias surgem no meio associativo juvenil.

Três décadas de trabalho dão sempre os seus frutos e, hoje, a história da Federação inicia mais um capítulo da sua vida. Mais do que celebrar, é preciso refletir sobre o que ainda podemos melhorar e por onde temos hipóteses de crescer para, assim, daqui a 30 anos continuarmos a comemorar novas conquistas alcançadas ao serviço do Associativismo Juvenil do Porto.